Julio Cesar Tafforelli help you live a longer, leaner, healthy live Start your journey to SUSTAINABLE WEIGHT LOSS

autocuidado

Beterrabas melhoram a eficiência pulmonar

  • Ao envelhecer, a função dos músculos respiratórios, especificamente os do diafragma, diminui
  • Isso pode levar a problemas respiratórios, obstrução das vias aéreas e uma diminuição da qualidade de vida em adultos e idosos
  • Os nitratos, que são encontrados na beterraba, parecem melhorar as contrações musculares do diafragma, aumentando a qualidade da respiração
  • Isso é importante para a saúde geral, mas pode se tornar especialmente importante para combater os sintomas graves de doenças respiratórias virais como o COVID-19

Por Dr. Mercola

Em caso de problemas respiratórios, os nitratos, um composto encontrado na beterraba, podem ajudar. Estudos anteriores demonstram que os nitratos podem ajudar a melhorar a função muscular, otimizando a forma como os músculos usam o cálcio. Como o diafragma é um músculo, pesquisadores da Universidade da Flórida buscaram descobrir se esses benefícios se aplicavam a ele.

Para o estudo, os pesquisadores dividiram ratos idosos em dois grupos. Um grupo recebeu água potável com nitrato de sódio por 14 dias. O outro grupo recebeu apenas água.

Após o período de estudo, eles mediram a força isométrica e o pico de potência dos músculos do diafragma nos ratos e descobriram que ambos aumentaram significativamente no grupo que ingeriu nitrato com água potável.

Esse aumento na força e na potência se traduziu em uma melhor contração do músculo diafragma, que pode então melhorar a função pulmonar e a respiração. O aumento da potência do diafragma também pode ajudar os idosos a limpar os pulmões de maneira mais eficiente, o que pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver infecções. Para referência, os ratos usados no estudo tinham 24 meses, o que equivale a cerca de 70 anos em humanos.

Isso é especialmente importante durante a pandemia de COVID-19 por dois motivos. A primeira é que os sintomas graves afetam desproporcionalmente a população idosa. Já sabemos que os músculos respiratórios têm sua função, contribuindo para problemas respiratórios, diminuição da desobstrução das vias aéreas e diminuição da qualidade de vida.

Uma vez que os nitratos podem melhorar a função muscular do diafragma, podem também ajudar a melhorar a perspectiva de vida para idosos com infecções respiratórias como COVID-19.

O autor do estudo, Leonardo Ferreira, também aponta que um dos problemas de retirar pacientes de COVID-19 da ventilação mecânica é a disfunção muscular respiratória. Uma vez que os nitratos dietéticos podem ajudar a melhorar a função muscular, podem também facilitar a transição dos ventiladores para a respiração independente.

Os nitratos da beterraba também ajudam a melhorar a captação de oxigênio ao dilatar os vasos sanguíneos e permitir que mais oxigênio seja entregue aos músculos como o diafragma e outras células.

Outros benefícios da beterraba

Mas a beterraba não é boa apenas para os pulmões. Outros estudos demonstram que a beterraba também pode:

Baixa a pressão arterial — Tomar suco de beterraba pode ajudar a baixar a pressão arterial em questão de horas. Um estudo descobriu que tomar um copo de suco de beterraba baixa a pressão arterial sistólica em uma média de quatro a cinco pontos.

O benefício provavelmente vem dos nitratos naturais da beterraba, que são convertidos em óxido nítrico em seu corpo. O óxido nítrico, por sua vez, ajuda a relaxar e dilatar os vasos sanguíneos, melhorando o fluxo sanguíneo e diminuindo a pressão arterial.Outro estudo descobriu que tomar 250 ml de suco de beterraba por dia reduz a pressão arterial em uma média de quase oito pontos após a primeira semana, o que é mais eficiente do que a maioria dos medicamentos para pressão arterial.
Aumente sua resistência — Caso precise de uma força extra em seu próximo treino, o suco de beterraba pode ser valioso novamente. Atletas que tomam suco de beterraba antes do exercício são capazes de se exercitar até 16% a mais. Acredita-se que o benefício também esteja relacionado à transformação dos nitratos em óxido nítrico, o que pode reduzir o custo do oxigênio em exercícios de baixa intensidade, bem como aumentar a tolerância a exercícios de alta intensidade.
Combate a inflamação — A beterraba é uma fonte única de betaína, um nutriente que ajuda a proteger as células, proteínas e enzimas do estresse ambiental. Ela também é conhecida por ajudar a combater a inflamação, proteger os órgãos internos, melhorar os fatores de risco vascular, melhorar o desempenho e provavelmente ajudar a prevenir inúmeras doenças crônicas.

Conforme relatado pelo The World Healthiest Foods:“A presença da betaína em nossa dieta foi associada a níveis mais baixos de vários marcadores inflamatórios, incluindo proteína C reativa, interleucina-6 e fator de necrose tumoral alfa. Como um grupo, as moléculas anti-inflamatórias encontradas na beterraba podem eventualmente oferecer benefícios cardiovasculares em estudos humanos em larga escala, bem como benefícios anti-inflamatórios para outros sistemas do corpo.”
Afasta o câncer — Os poderosos fitonutrientes que dão às beterrabas sua cor carmesim podem ajudar a afastar o Câncer. A pesquisa demonstrou que o extrato de beterraba reduz as formações tumorais de múltiplos órgãos em vários modelos animais quando administrado na água potável, por exemplo, enquanto o extrato de beterraba também está sendo estudado para uso no tratamento de câncer de pâncreas humano, mama e próstata.
Oferece nutrientes e fibras valiosas — A beterraba é rica em vitamina C, fibras e minerais essenciais como o potássio (essencial para a função saudável dos nervos e músculos) e o manganês (que é bom para os ossos, fígado, rins e pâncreas). A beterraba também contém ácido fólico e vitamina B, que ajudam a reduzir o risco de defeitos congênitos.
Suporte para desintoxicação — Os pigmentos da betalina na beterraba auxiliam o processo de desintoxicação da Fase 2 do seu corpo, que ocorre quando as toxinas quebradas são ligadas a outras moléculas para que possam ser excretadas do seu corpo. Tradicionalmente, a beterraba é valorizada por seu apoio na desintoxicação e na purificação do sangue e do fígado.

Os nitratos nos alimentos

Quase 80% dos nitratos da dieta vêm de vegetais. A beterraba é uma das fontes mais ricas, contendo mais de 250 miligramas de nitratos por 100 gramas. Outros alimentos com alto teor de nitrato incluem rúcula, aipo, agrião, cerefólio, aipo, couve chinesa, erva-doce, endívia, couve-rábano, mostarda, alho-poró e salsa.

Lembre-se de que os nitratos naturais são diferentes dos nitratos encontrados em alimentos processados como bacon ou salsichas. Os nitratos que você ingere dos vegetais são convertidos em óxido nítrico (NO) em seu corpo.

O NO tem potentes benefícios à saúde, entretanto, quando nitratos e nitritos de carnes processadas reagem ao ácido gástrico em seu estômago, ele forma nitrosaminas, compostos prejudiciais que têm sido associados a vários tipos diferentes de câncer.

A razão pela qual os nitritos à base de carne não aumentam a produção de NO, mas se transformam em compostos N-nitrosos prejudiciais tem a ver com a presença de proteínas e heme (um composto contendo ferro que faz parte da molécula de hemoglobina no sangue) e a ausência de compostos antioxidantes.

Por outro lado, as plantas contêm antioxidantes como a vitamina C e os polifenóis que impedem a formação de nitrosaminas prejudiciais. A presença desses compostos ajuda a garantir que os nitritos sejam convertidos em NO assim que chegam ao estômago, em vez de compostos N-nitrosos danosos ao corpo.

Ao contrário de carnes processadas como bacon, a maioria dos alimentos vegetais também não são cozidos ou fritos em altas temperaturas, o que minimiza ainda mais as chances de que substâncias nocivas sejam produzidas.

Formas de consumir beterraba

Caso você não esteja acostumado a comer beterraba, há muitas maneiras de apreciá-la:

  • Raladas cruas em saladas
  • Em sucos, com outras frutas e vegetais
  • Cozidas no vapor
  • Marinadas com suco de limão, ervas e azeite de oliva

Observe que, caso esteja interessado em comprar beterraba para fazer seu próprio suco, a indústria segue o caminho de muitas safras nos EUA em direção à engenharia genética, de acordo com o Relatório Orgânico e Não-OGM. Isso é particularmente verdade no caso da beterraba doce.

Embora a beterraba que a maioria das pessoas consome não seja geneticamente modificada, ela costuma ser cultivada bem perto da beterraba transgênica, podendo ocorrer polinização cruzada. Portanto, escolha variedades orgânicas sempre que possível.

Organismos geneticamente modificados (OGM) são perigosos para os humanos de várias formas diferentes. OGMs podem alterar o DNA, o que pode causar câncer e desencadear outros problemas “menos graves” como insuficiência de órgãos, danos ao fígado e rins.

Embora a beterraba tenha o maior teor de açúcar de todos os vegetais, a maioria das pessoas pode consumir suas raízes com segurança algumas vezes por semana. O suco de beterraba, entretanto, deve ser consumido com moderação.

Certifique-se de comer também as folhas de beterraba, que são carregadas com nutrientes valiosos como o fósforo, zinco, fibra, vitamina C, vitamina A, vitamina B6, magnésio, potássio, cobre, manganês, cálcio e ferro.

– Recursos e Referências

Hits: 0

Leave a Reply

error: Content is protected !!