Julio Cesar Tafforelli help you live a longer, leaner, healthy live Start your journey to SUSTAINABLE WEIGHT LOSS

estilo de vida

Como se livrar do inchaço abdominal

  • O inchaço abdominal é uma condição comum na qual a barriga parece estar cheia e tensa, e às vezes até distendida ou visivelmente maior do que o tamanho abdominal normal, resultando em desconforto e dor
  • Existem vários métodos de curto e longo prazo que você pode utilizar para se livrar do inchaço abdominal rapidamente, como caminhar, fazer ioga, massagear o abdômen, tomar um banho quente ou realizar exercícios leves
  • Alguns dos remédios caseiros naturais que podem ajudar a aliviar o estômago inchado incluem água com limão, iogurte, alimentos fermentados, chás de gengibre, hortelã-pimenta e camomila, e vinagre de maçã

Por Dr. Mercola

Muitas pessoas costumam dizer que ficam inchadas quando estão satisfeitas após uma refeição farta, mas esse problema digestivo é, na verdade, mais do que apenas se sentir saciado. Quase todo mundo vai sentir isso em algum momento da vida, independentemente da idade ou sexo. Portanto, a questão é: o que exatamente é o inchaço abdominal?

O que é o inchaço abdominal

De acordo com a John Hopkins Medicine, o inchaço abdominal é uma condição comum na qual a barriga parece estar cheia e tensa, e às vezes até distendida ou visivelmente maior do que o tamanho abdominal normal. Isso pode causar desconforto e dor, o que pode afetar a qualidade de vida.

O inchaço abdominal é comumente associado ao acúmulo de gases nos intestinos, embora existam muitas outras possíveis causas por trás, como intolerâncias alimentares, constipação e distúrbios digestivos, para citar alguns. Para algumas pessoas, o inchaço abdominal é mais um problema crônico do que um inconveniente ocasional. No entanto, na maioria dos casos, o inchaço abdominal pode ser controlado com mudanças simples no estilo de vida e na dieta.

12 remédios naturais para o inchaço abdominal que você pode encontrar em casa

Aqui estão alguns remédios caseiros naturais que podem ajudar a aliviar o estômago inchado:

Água com limão — Beber água com limão pode ajudar a estimular o processo digestivo. Ela também tem propriedades diuréticas, que podem ajudar a normalizar o nível de sódio no seu corpo e reduzir a retenção de líquidos.
Alimentos fermentados — Alimentos fermentados como o chucrute e o kimchi, são excelentes fontes de bactérias benéficas que podem ajudar a melhorar o microbioma intestinal e a digestão.
Iogurte orgânico — Assim como os alimentos fermentados, o iogurte também fornece ao intestino bactérias saudáveis que podem ajudar a melhorar o processo digestivo, combater a inflamação e reduzir o risco de acúmulo de gases no abdômen.
Chá — Beber chá de hortelã quente ou chá de camomila pode ajudar a aliviar o inchaço abdominal, já que isso acalma o trato gastrointestinal (GI) e melhorar o processo digestivo. Outros chás que podem ajudar a aliviar o inchaço abdominal incluem o de gengibre, funcho e o chá verde.
Psyllium — Estudos mostra que as fibras no psyllium podem ajudar a aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII), um dos quais é o inchaço abdominal.
Gengibre — Segundo um estudo publicado no World Journal of Gastroenterology, o gengibre pode ajudar a aliviar o inchaço abdominal, melhorar o esvaziamento gástrico e estimular as contrações antrais.
Vinagre de maçã — Se seu estômago inchado é causado por refluxo ácido (uma condição que geralmente é desencadeada por pouco ácido estomacal), beber um copo de água com uma colher de chá de vinagre de maçã pode ajudar a aliviar os sintomas, pois isso neutraliza o pH do estômago.
Abacate — Além de ser uma boa fonte de fibras que pode ajudar a aliviar o inchaço abdominal causado pela constipação, o abacate é rico em potássio, que ajuda a reduzir a retenção de água causada por altos níveis de sódio.
Pepino — Este vegetal contém água e fibras, que são necessárias para promover uma digestão adequada. O pepino também pode ajudar a aliviar a inflamação, o refluxo ácido e o estresse, que são todas as possíveis causas do inchaço abdominal.
Aspargos — Além de ter uma propriedade diurética leve que pode ajudar a combater a retenção de água, os aspargos são uma boa fonte de fibras alimentares, que ajudam os alimentos a se moverem através do sistema digestivo mais rapidamente, reduzindo o risco de inchaço abdominal.
Mamão — Uma enzima do mamão chamada Papaína ajuda a quebrar as proteínas no seu trato gastrointestinal, facilitando a digestão. O mamão também possui propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a aliviar a inflamação no sistema gastrointestinal e promover uma digestão adequada.
Salsão — De acordo com um estudo publicado no Iranian Red Crescent Medical Journal, o salsão é um dos remédios fitoterápicos tradicionais que podem ajudar a reduzir o acúmulo de gases no estômago. Este alimento também pode ajudar a inibir a retenção de líquidos devido a suas propriedades diuréticas.

Embora os remédios naturais mencionados acima tenham sido frequentemente usados para aliviar casos não graves de inchaço abdominal, ainda recomendo que você consulte seu médico a respeito da sua condição, especialmente se ela piorar com o tempo ou não desaparecer em um dia ou dois, pois isso pode indicar problemas mais sérios do que uma intolerância alimentar ou excesso de indulgência.

Quais são as causas do inchaço abdominal?

Se o seu estômago inchado não estiver relacionado aos alimentos que você comeu, ele pode ser causado por qualquer uma das seguintes condições:

Acúmulo de gás intestinal — O acúmulo de gases no estômago é a razão mais comum para o inchaço abdominal. Isso geralmente é causado pelo metabolismo dos alimentos pelas bactérias do cólon. O aumento dos gases intestinais também pode ser causado por reações químicas no trato gastrointestinal e pela ingestão de ar ao beber ou mastigar.
Indigestão — Também conhecida como dispepsia ou dor de estômago, a indigestão é um termo geral usado para se referir ao desconforto na parte superior do abdome. Pode ser causada por comida em excesso, tabagismo, ansiedade e problemas digestivos. O inchaço abdominal causado pela indigestão pode ser acompanhado por outros sintomas, incluindo náuseas, vômitos, gases e sensação de queimação no abdômen.
Infecção — Infecções estomacais causadas por bactérias, como Helicobacter pylori (H. pylori) e E. coli, e vírus como o Rotavírus e o Norovírus, podem levar ao inchaço abdominal, bem como diarreia, vômitos, náuseas e dores de estômago.
Super crescimento bacteriano no intestino delgado (SIBO, da sigla em inglês) — Esta é uma condição caracterizada por um excesso de bactérias no intestino delgado. Indivíduos com distúrbios metabólicos ou SII são mais propensas a apresentar esta condição. Além do inchaço abdominal, ela também pode causar diarreia crônica, perda de peso e má absorção de nutrientes.
Retenção de fluidos — O inchaço abdominal é uma das formas que a retenção de líquidos ou água pode se manifestar. Isso pode ser causado pelo excesso de sódio na sua dieta ou por um estilo de vida sedentário. Algumas mulheres também podem apresentar este sintoma pouco antes do período menstrual devido à flutuação dos hormônios.
Intolerância alimentar — Essa condição ocorre quando seu estômago tem dificuldade para digerir certos alimentos. Seus sintomas, que incluem o inchaço abdominal, geralmente se manifestam algumas horas depois de comer. Alguns dos gatilhos comuns de intolerância alimentar são laticínios, trigo e glúten. O inchaço abdominal causado pela sensibilidade a certos alimentos geralmente é acompanhado de dor abdominal e diarreia.
Constipação — Quando você está constipado, suas fezes ficam mais tempo no cólon, dando às bactérias mais tempo para fermentá-las. Essas bactérias geram subprodutos gasosos, que acabam se acumulando no abdômen e causando inchaço abdominal. Outros sintomas que você pode apresentar devido à constipação incluem menos evacuações e fezes pequenas e duras.
Problemas ginecológicos — O inchaço abdominal pode ser um sinal de alerta de um problema subjacente com o útero ou ovários.
Síndrome do intestino irritável — A SII é causada por má digestão, estresse e nervos hipersensíveis. Além de inchaço abdominal, você também pode apresentar diarreia ou prisão de ventre, incontinência, flatulência, náuseas e falta de energia.
Gastroparesia — Este distúrbio é caracterizado por fraqueza dos músculos do estômago, fazendo com que os alimentos passem lentamente pelo trato gastrointestinal. Alguns dos outros sintomas de gastroparesia incluem constipação, perda de apetite, náuseas e vômitos.

Embora seja raro, existem casos de inchaço abdominal causados por problemas de saúde com risco de vida, incluindo obstrução intestinal, doença hepática, doença da vesícula biliar e câncer do trato digestivo ou órgãos reprodutivos.

Seis alimentos que podem causar inchaço abdominal

Além de conhecer os alimentos que ajudam a reduzir o inchaço abdominal, para equilibrar sua dieta adequadamente você também deve observar que certos alimentos também podem causá-lo.

Os alimentos que causam inchaço abdominal costumam ser difíceis de digerir pelo estômago, fazendo com que fiquem mais tempo dentro do trato gastrointestinal, onde são metabolizados por bactérias produtoras de gás. Aqui estão alguns dos alimentos que podem ser a causa por trás do seu inchaço abdominal:

Feijão e legumesAlimentos processados
Bebidas gaseificadasBebidas alcoólicas
Grãos integrais como trigo, centeio e cevadaAdoçantes artificiais como xilitol, manitol e sorbitol

Alimentos com alto teor de fibras estão frequentemente relacionados ao inchaço abdominal. No entanto, não são os alimentos fibrosos em si que causam o inchaço abdominal, mas sim a quantidade que você ingere em uma única refeição, bem como o quão acostumado seu estômago está com as fibras.

Se você não come alimentos ricos em fibras regularmente, comer muito de uma só vez pode sobrecarregar seu sistema digestivo e causar inchaço abdominal. A boa notícia é que consumir alimentos ricos em fibras frequentemente diminui o risco de inchaço do estômago.

Sintomas de inchaço abdominal que você deve observar

Conforme mencionado acima, o inchaço abdominal é descrito como a sensação de estômago cheio ou pressão no abdômen. O próprio inchaço abdominal costuma ser um sintoma de um problema de saúde subjacente, podendo ser algo tão simples como uma indigestão ou tão sério quanto um câncer. Ele pode ocorrer junto a outros sintomas, que podem incluir:

  • Distensão ou aumento visível no tamanho do estômago
  • Flatulência
  • Arrotos ou gases
  • Cólicas ou dores abdominais

Dependendo da causa, o inchaço abdominal pode ocorrer com sintomas que requerem cuidados médicos urgentes, como dor no peito, dor abdominal prolongada, fezes com sangue e vômitos persistentes.

Como evitar o inchaço abdominal

Embora o inchaço abdominal seja um problema digestivo comum, ele geralmente é evitável. Aqui estão algumas estratégias que podem ajudar a reduzir o risco inchaço abdominal:

Mastigue bem a comida — Quando um alimento mastigado de maneira inadequada entra em seu estômago, seu trato gastrointestinal pode não ser capaz de quebrá-lo de maneira eficiente, fazendo com que ele chegue intestino mal digerido. Isso não só faz com que seu sistema digestivo precise trabalhar mais, mas também aumenta o número de bactérias habitando seus intestinos.
Coma refeições menores — Em vez de comer três grandes refeições por dia, comer refeições menores em intervalos regulares pode tornar mais fácil para o seu trato digestivo processar o que você comeu.
Identificar intolerâncias alimentares — Mantenha um diário alimentar para controlar o que você come e bebe. Isso pode tornar mais fácil determinar os alimentos específicos aos quais você pode ter sensibilidade.
Evite o álcool — Bebidas alcoólicas podem causar inflamação e irritação no revestimento do trato gastrointestinal, resultando em inchaço abdominal.
Pare de fumar — De acordo com um estudo publicado no Scandinavian Journal of Gastroenterology, fumar pode causar distensão abdominal, assim como outros sintomas gastrointestinais, como prisão de ventre e dor abdominal.
Evite alimentos processados — Alimentos processados, como batatas chips e sopas enlatadas, contêm grandes quantidades de sal, fazendo com que você consuma sódio em excesso e muito pouco potássio. Você pode diminuir o seu risco de retenção de água e inchaço abdominal eliminando alimentos processados da sua dieta.
Introduza alimentos com fibrosas na sua dieta lentamente — Comer muitos alimentos com fibras de uma vez quando seu estômago não está acostumado a uma dieta rica em fibras pode causar inchaço abdominal, então certifique-se de incorporar fibras lentamente à sua dieta.
Adote uma dieta de oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis (FODMAP, da sigla em inglês) de baixa fermentação — Uma dieta pobre em FODMAP tende a ser muito pobre em vegetais e frutas ricos em prebióticos que alimentam as bactérias no seu cólon. Foi demonstrado que esse tipo de dieta ajuda a melhorar significativamente o inchaço abdominal, bem como em outros sintomas da SII, como dor abdominal e flatulência.

Você deve tomar medicamentos de venda livre para aliviar o inchaço abdominal?

Existem vários medicamentos de venda livre para o inchaço abdominal, incluindo laxantes, simeticona e subsalicilato de bismuto (também conhecido como Pepto-Bismol). No entanto, antes de pensar em tomar qualquer um desses para se livrar do estômago inchado, você deve estar ciente dos possíveis efeitos colaterais.

Recomendo que os laxantes sejam evitados a todo custo (se possível), pois diminuem a capacidade de contração do cólon e podem danificar os nervos, músculos e tecidos do intestino grosso. A simeticona, por outro lado, pode causar diarreia, náuseas, vômitos e dor de cabeça, enquanto o subsalicilato de bismuto pode causar vômitos e diarreia persistentes que podem levar à desidratação.

Casos mais leves de inchaço abdominal podem ser resolvidos sem recorrer a medicamentos. Apenas siga as estratégias mencionadas acima para aliviar o estômago inchado e evitar que ocorra novamente. Se o estômago inchado não desaparecer por conta própria em alguns dias, procure a ajuda de um médico

– Recursos e Referências

Hits: 2

Leave a Reply

error: Content is protected !!