Julio Cesar Tafforelli help you live a longer, leaner, healthy live Start your journey to SUSTAINABLE WEIGHT LOSS

cuidados de saúde

Derrote gripes e resfriados com… Alho!

  • O alho tem sido aclamado por seus poderes de cura, especialmente contra doenças infecciosas como gripes e resfriados. Ele melhora a imunidade também é um poderoso agente antibacteriano, antiviral e antifúngico
  • Estudos demonstraram mais de 150 efeitos benéficos do alho para a saúde, incluindo a redução do risco de doenças cardíacas, colesterol alto e pressão alta e vários tipos de câncer como câncer de cérebro, pulmão e próstata

Por Dr. Mercola

Caso queira uma forma simples de combater doenças através da dieta, não economize nas ervas e temperos de boa qualidade. Isso se aplica o ano todo, mas conforme a temporada de gripes e resfriados se aproxima, é melhor dar uma atenção especial ao seus temperos.

Não faltam pesquisas mostrando que ervas e especiarias estão entre as coisas mais saudáveis que se pode ingerir. Eles são uma “arma secreta” da qual quase todos podem tirar proveito, independentemente do seu orçamento.

O Alho, em particular, é muito é aclamado por seus poderes de cura, especialmente contra doenças infecciosas como gripes e resfriados.

Isso provavelmente se deve ao fato de que ele melhora a imunidade. O alho é um poderoso agente antibacteriano, antiviral e antifúngico. Mas seus efeitos terapêuticos podem ir muito além disso.

Alho: um alimento que melhora todos os aspectos da sua saúde

O artigo apresentado no Medical News Today contém uma lista impressionante do uso histórico do alho como medicamento natural e pesquisas modernas para apoiar a sabedoria antiga. O Green Med Info também reuniu uma lista de estudos que demonstram mais de 150 efeitos benéficos do alho para a saúde! Por exemplo, estudos mostram que o consumo regular de alho (principalmente cru):

  • Pode ser eficiente contra bactérias resistentes a medicamentos
  • Reduz o risco de doenças cardíacas, incluindo ataque cardíaco e derrame
  • Ajuda a normalizar seu colesterol e pressão arterial
  • Protege contra o câncer, incluindo câncer de cérebro, pulmão e próstata
  • Reduz o risco de osteoartrite

Acredita-se que muito do efeito terapêutico do alho venha de seus compostos que contém enxofre, como a alicina, que também são responsáveis por seu odor característico. Outros compostos que promovem a saúde incluem oligossacarídeos, proteínas ricas em arginina, selênio e flavonóides.

A pesquisa revelou que, à medida que a alicina é digerida no corpo, ela produz ácido sulfênico, um composto que reage com radicais livres mais rápido do que qualquer outro composto conhecido.

Esta é uma das razões pelas quais eu digo que o alho é um dos sete principais alimentos anti-envelhecimento que qualquer pessoa pode ingerir. O alho também é uma ameaça tripla contra infecções, oferecendo propriedades antibacterianas, antivirais e antifúngicas.

Não só é eficiente em matar bactérias resistentes a antibióticos, incluindo MRSA, mas também combate infecções por fungos, vírus e parasitas. No entanto, o alho deve ser fresco para oferecer os melhores benefícios à saúde.

O alho fresco deve ser triturado ou picado para estimular a liberação de uma enzima chamada alinase, que, por sua vez, catalisa a formação de alicina. A alicina, por sua vez, decompõe-se rapidamente para formar vários compostos organossulfurados diferentes. Então, para “ativar” as propriedades medicinais do alho, amasse um dente fresco com uma colher ou pique o dente antes de comer.

Um ou dois dentes de alho geralmente são suficientes para a maioria das pessoas. O ingrediente ativo, a alicina, é destruído dentro de uma hora após esmagar o alho, o que torna pílulas de alho virtualmente inúteis.

Você também não colherá todos os benefícios para a saúde que o alho tem a oferecer caso use suas versões em pó ou secas. Pior ainda, pelo menos duas marcas de alho em pó importado da China estão contaminadas com altos níveis de chumbo, arsênio e sulfitos adicionados, de acordo com um artigo recente da PreventDisease.com.

Em caso de odores socialmente desagradáveis, diminua a quantidade de alho que está consumindo até que não haja nenhum odor. Se o alho faz você se sentir mal, esta é a forma do seu corpo dizer que você deve evitá-lo.

Gripes e resfriados: sintomas de deficiência de vitamina D

Embora resfriados e gripes sejam causados por infecções virais, pesquisas convincentes sugerem que sua capacidade de “pegar” essas infecções pode na verdade ser um sintoma de deficiência de vitamina D. A vitamina D é um agente antimicrobiano poderoso, que produz entre 200 a 300 diferentes peptídeos antimicrobianos em seu corpo que matam bactérias, vírus e fungos.

Níveis subótimos de vitamina D prejudicarão significativamente sua resposta imunológica, tornando-o muito mais suscetível a contrair resfriados, gripe e outras infecções respiratórias.

No maior e mais representativo estudo nacional de seu tipo até agora, envolvendo cerca de 19.000 americanos, as pessoas com os níveis mais baixos de vitamina D relataram ter resfriados ou casos de gripe significativamente mais recentes, e o risco foi ainda maior para aqueles com doenças respiratórias crônicas como asma. Ao menos cinco estudos adicionais também mostram uma associação inversa entre infecções do trato respiratório inferior e os níveis de vitamina D.

A melhor fonte de vitamina D é a exposição direta ao sol. Embora nem sempre seja possível manter um bom nível de exposição ao sol durante o inverno, é importante fazer todo o possível para se expor aos raios UVB para receber benefícios adicionais da vitamina D. Como último recurso, você pode tomar um suplemento de vitamina D3. No entanto, caso faça isso, você precisa estar ciente de que:

  • É preciso tomar o suplemento de vitamina D correto. Tome vitamina D3, não D2, ja que a segunda pode acabar fazendo mais mal do que bem.
  • Com base nas pesquisas mais recentes da GrassrootsHealth, a dose média necessária para adultos atingirem níveis de vitamina D de cerca de 40 ng/ml é de cerca de 8.000 UI de vitamina D3 por dia. Para as crianças, muitos especialistas concordam que precisam de cerca de 35 UI de vitamina D por quilo.
  • Verifique seu nível sérico de vitamina D em intervalos regulares para ter certeza de que está tomando a dose apropriada e atingindo a faixa terapêutica de 50-70 ng/ml.
  • Caso esteja tomando suplementos de vitamina D em altas doses, também precisa tomar vitamina K2 (Não K1, tipicamente encontrada vegetais, pois não funciona em sinergia com a vitamina D). A deficiência de vitamina K2 é na verdade o que produz os sintomas de toxicidade da vitamina D, que inclui calcificação inadequada e pode levar ao endurecimento das artérias.

Quatro fatores que prejudicam o seu sistema imunológico

Novamente, é importante lembrar que tanto os resfriados quanto as várias gripes são causados por uma grande variedade de vírus, não bactérias. Portanto, tomar um antibiótico para gripes ou resfriados NÃO fará bem algum. Antibióticos só funcionam com infecções bacterianas como sinusite, infecções de ouvido e pulmão, incluindo bronquite e pneumonia.

As duas últimas são infecções secundárias que podem se desenvolver a partir de um surto grave de resfriado ou gripe, portanto, fique de olho nos sintomas dessas infecções bacterianas.

No final deste artigo, você encontrará algumas orientações para ajudá-lo a decidir quando seria prudente consultar um médico.

Agora, a forma mais comum de propagação dos vírus do resfriado e da gripe é por meio do contato direto, então, a maneira mais fácil de reduzir o risco é lavar as mãos com frequência (consulte a próxima seção abaixo). No entanto, lembre-se de que ser exposto a um vírus do resfriado não significa que você está destinado a ficar doente.

Novamente, ficar doente ou não depende principalmente do funcionamento de seu sistema imunológico. Se o seu sistema imunológico está operando em seu pico, deve ser muito fácil para você se defender do vírus sem nunca ficar doente.

Como discutido acima, a deficiência de vitamina D é um fator importante que deprime a função imunológica, deixando a porta aberta para vírus invasores. Outros fatores de estilo de vida que podem deprimir seu sistema imunológico, isoladamente ou em combinação, incluem:

Ingerir muito açúcar/frutose e grãos — O açúcar em todas as suas formas tem um grande impacto sobre o sistema imunológico. Uma das formas pelas quais ele faz isso é desequilibrando a flora intestinal. O açúcar é um “fertilizante” para bactérias patogênicas, leveduras e fungos que podem enfraquecer seu sistema imunológico e impedi-lo de se defender do ataque de um vírus respiratório. Lembre-se de que 80% do seu sistema imunológico está no trato gastrointestinal, e é por isso que limitar a ingestão de açúcar é CRUCIAL para otimizar o sistema imunológico.

Falta de sono — Invasões virais são mais comuns em pessoas que não têm um sono reparador. Seu sistema imunológico também é mais eficiente quando você não em privação de sono, portanto, quanto mais descansado estiver, mais rápido se recuperará.

Falta de exercícios — O exercício regular é uma estratégia crucial para aumentar sua resistência a doenças. Há evidências de que exercícios regulares e moderados podem reduzir o risco de doenças respiratórias ao estimular o sistema imunológico.

Na verdade, um estudo descobriu que pessoas que se exercitam regularmente (cinco ou mais dias por semana) reduzem o risco de resfriado em quase 50%. E, caso pegassem um resfriado, seus sintomas eram muito menos graves do que aqueles que não praticavam exercícios.

Usando estratégias ineficazes para lidar com o estresse — Os estressores emocionais também podem predispor a uma infecção, ao mesmo tempo que pioram os sintomas do resfriado. Encontrar maneiras de gerenciar o estresse diário, bem como suas reações a circunstâncias além do seu controle, contribuirá para um sistema imunológico forte e resistente. Estratégias eficazes incluem uma variedade de ferramentas de psicologia energética, como as Técnicas de liberdade emocional (EFT).

Outras estratégias totalmente naturais que protegem contra doenças

Lavando as mãos com água e sabão frequentemente é uma das formas mais simples de eliminar os germes e vírus e reduzir suas chances de adoecer. Não cometa o erro de usar sabonetes antibacterianos, já que seu uso generalizado contribui para cepas de bactérias mais resistentes, ou “superbactérias” que tornam os antibióticos inúteis.

Além disso, uma pesquisa mostrou que as pessoas que usam sabonetes e produtos de limpeza antibacterianos costumam desenvolver tosse, coriza, dor de garganta, febre, vômito, diarreia e outros sintomas com a mesma frequência que as pessoas que usam água e sabão comum. Não há justificativa real para usar um sabonete antibacteriano quando o sabonete comum é mais seguro e eficiente.

Outra estratégia com a qual muitos relatam sucesso aplicar algumas gotas de água oxigenada 3% (H2O2) no canal auditivo. Frequentemente, pessoas afirmam ter conseguido curar um resfriado ou gripe em 12 a 14 horas com esse método. Basta colocar algumas gotas no ouvido; espere até que o borbulhar e a ardência diminuir (geralmente 5 a 10 minutos), escorra em um lenço de papel e repita o processo na outra orelha.

Existem vários suplementos e tratamentos simples que podem ser benéficos para proteger contra gripes e resfriados, mas acredito que eles devem ser usados apenas como adjuvantes de uma dieta e estilo de vida saudáveis.

Zinco — Uma pesquisa sobre o zinco demonstrou que, quando tomado dentro de um dia após os primeiros sintomas, o zinco pode reduzir o tempo de um resfriado em cerca de 24 horas. O zinco também reduziu significativamente a gravidade dos sintomas. Dosagem sugerida: até 50 mg/dia. Zinco não é recomendado para qualquer pessoa com uma condição de saúde subjacente, como função imunológica diminuída, asma ou doença crônica.
Vitamina C — Um antioxidante muito poderoso; use uma forma natural como a acerola, que contém micronutrientes associados. Você pode tomar vários gramas por hora até melhorar, a menos que comece a ter fezes moles.
Extrato de folha de oliveira — Antigos egípcios e culturas mediterrâneas o usavam promover vários benefícios de saúde e é amplamente conhecido como uma forma natural de fortalecar o sistema imunológico.
Própolis — Um dos compostos antimicrobianos de espectro mais amplo do mundo, o própolis também é a fonte mais rica em ácido caféico e apigenina, dois compostos muito importantes que auxiliam na resposta imunológica.
Óleo de orégano — Quanto maior a concentração de carvacrol, mais eficiente ele é. O carvacrol é o agente antimicrobiano mais ativo no óleo de orégano.
Cogumelos medicinais tal como shiitake, reishi e cauda de peru.
Um chá feito de uma combinação de flor de sabugueiro, milefólio, osso comum, tília, hortelã-pimenta e gengibre; beba quente para combater gripes e resfriados. O chá faz você suar, o que é útil para erradicar um vírus do seu sistema.
A flor-de-cone é um dos medicamentos fitoterápicos mais usados na Europa para combater resfriados e infecções. Uma revisão de mais de 700 estudos descobriu que usar flor-de-cone pode reduzir o risco de resfriados em até 58%.

– Recursos e Referências

Hits: 0

Leave a Reply

error: Content is protected !!